16/04/2010

EM SILÊNCIO...


Será que temos sempre mais medo do silêncio quanto mais pensamos na sua necessidade? E sabemos que o silêncio é a condição fundamental da vida interior?

É tão fácil dizer que é importante parar, nem que fosse quinze minutos por dia... que respondendo a um impulso interior resolvi recolher-me em silêncio para assim estar nos próximos 7 dias, de Domingo a Sábado!

Porque sei que o silêncio é um espaço de encontro fundamental, dai talvez o desejo de que este momento seja intenso e possa mudar alguma coisa na minha vida. Porque o coração tem de estar preparado, tenho que saber que coisas devo pensar, que objectivos estabeleço para estes momentos. Isso deixa-me sozinha, ao sol e à chuva, dependente do que vier a acontecer. Sentir-me pequena por ter a possibilidade de ser chamada a coisas tão grandes, talvez por não querer ter capacidade para elas!?Mas o desejo do deserto já é a certeza de que Alguém ali me espera. Ao encontrá-Lo, não poderei fazer muito mais que ficar sentada e escutar.... Escutar a Palavra de Deus! Que queres de mim Senhor? Estou aqui... Estou aqui para Te ouvir!....

E como diz Pedro Strech "Os silêncios são das maiores forças do crescimento psíquico. Representam tempos de pacificação, de resolução de conflitos, de reencontro, mas também são espaços de abertura, portas abertas à comunicação e ao preenchimento do que existe à nossa volta. Surpreendem. Marcam. Fazem adormecer, tanto quanto fazem sonhar."

É por tudo isso que vou estar em Silêncio!

14/04/2010

DEUS



"Ouvi contar esta história. Uma criança com toda a naturalidade, voltou-se para Deus e perguntou-lhe: "E tu, o que é que queres ser quando fores grande?" "Pequeno", respondeu-lhe Deus, também com toda a naturalidade. Os homens querem ser grandes, mas a grandeza de Deus está em tornar-se pequeno, em dar a vida, em desaparecer pelo bem do outro."

Vasco Pinto de Magalhães, s.j. in "Não há soluções, há caminhos"


12/04/2010

NÃO SABES DE ONDE VEM NEM PARA ONDE VAI



"Quem és, suave luz que me sacias
E que iluminas as trevas do meu coração?
Guias-me como a mão de uma mãe,
e se me soltasses
não mais poderia dar um só passo.
És o espaço
que envolve o meu ser e me protege.
Longe de Ti, naufragaria no abismo do nada
de onde me tiraste para me criar para a luz.
Tu, mais próximo de mim
do que eu própria,
mais intimo do que as profundezas da minha alma,
e contudo incompreensível e inefável,
para além de qualquer nome,
Espírito Santo, Amor Eterno!

Não és Tu o doce maná
que do coração do Filho
transborda para o meu,
o alimento dos anjos e dos bem-aventurados?
Aquele que Se elevou da morte à vida
também me despertou do sono da morte para uma vida nova.
E, dia após dia,
continua a dar-me uma nova vida,
de que um dia a plenitude me inundará por completo,
vida procedente da Tua vida, sim, Tu mesmo,
Espírito Santo, Vida Eterna!"

Comentário ao Evangelho do dia feito por :
Santa Teresa Benedita da Cruz [Edith Stein] (1891-1942), carmelita, mártir, co-padroeira da Europa Poesia Pentecostes 1942 (a partir da trad. Malgré la nuit, Ad solem 2002, p. 121)



11/04/2010

II SEMANA DA PÁSCOA





Oito dias depois, os discípulos reúnem-se em oração. Como nós hoje. As portas estão fechadas mas Ele coloca-Se no meio delas. Apesar dos muros de egoísmo, das portas fechadas, Ele entra na nossa vida. E quando entra, traz o perdão dos pecados. E a alegria regressa ao coração dos discípulos e ao nosso.

Esta segunda semana da Páscoa é um bom tempo para dar continuidade ao perdão que Jesus ofereceu.
Começo por reconhecer que Deus tomou a iniciativa de me perdoar. Na oração e no Sacramento do Perdão, acolhi o perdão dos pecados.

Meu Senhor e meu Deus...
Quando Tu entras na minha vida, trazes paz, alegria e perdão.
Mesmo sem ver, sei que posso confiar em Ti.
Tu és esperança que não desilude!
Tu és amor que não murcha!
Tu és perdão contagioso!

10/04/2010

HÁ UM BARCO ESQUECIDO...

Que eu me lembre sempre que o meu barco e a minha pesca são temporários.

"É preciso pescar diferente, que o povo já sente que o tempo chegou..."

E que a minha resposta possa ser:
"E partimos sem mesmo pensar nos perigos de profetizar..."; "...E partimos para onde Ele quis! Tenho cruzes, mas vivo feliz..."

Que o meu barco não se torne tão preciosos para mim a ponto de não poder abandoná-lo na praia, como fizeram Pedro, André e João para seguir Jesus!

Como espero por este tempo - deixar as redes, deixar o barco e ir...




09/04/2010

NAVEGAR...





Mais um dia que passou...
Tiveste sempre no leme Senhor, não me deixando sozinha.
Navegar conTigo não é estar livre de turbulência, vendaval ou ameaças imprevistas, mas estar segura de não vir a naufragar!
E a segurança, vem da oração, da fé, de não temer em arriscar porque sei que jamais me abandonas, porque estás sempre ao meu lado!
Te agradeço, Senhor, por mais um dia!
Sei que conTigo ao meu lado eu não vou naufragar!
Não me deixes nunca abandonar-Te!!!
Navega junto a mim todos os dias e quando os meu braços baixarem sei que pegas Tu no leme e me levas a bom porto.

O BARCO...


Deus entregou-me um barco, que é a minha vida, e por mares e rios, entre a calmaria e as tempestades, tenho o dever de pelo menos segurar no leme e procurar dirigir esse barco da melhor maneira possível, conservando-o com carinho, para um dia devolvê-lo ao seu verdadeiro dono.

Se a minha viagem tem sido agitada por tempestades, colocando-me em situações de medo e apreensão, hoje, neste dia abençoado, vou ter a oportunidade de recomeçar, de jogar fora os meus problemas e deixar o meu barco mais leve.

Esta noite, o grande capitão Jesus, vai passar no cais da minha casa, e os barcos que estiverem com um sinal, uma bandeira avisaram o Capitão que o dono daquele barco quer ter uma nova vida.
Essa bandeira, esse sinal, é a minha oração, é a minha reflexão.
Então, esta noite vou dobrar os meus joelhos em sinal de humildade e vou falar com Deus.
Vou falar sobre as minhas ansiedades, angústias, medos, decepções, tristezas, erros, pecados e vou reflectir sobre tudo o que andei e ando a fazer da minha vida, onde tenho levado o meu barco, em quem tenho confiado, e o que espero para os meus dias.
Vou abrir o meu coração nesta noite, deixar o "barro", a "sujeira", a dor, e tudo o que não me serve e não presta escoar pelo ralo da minha consciência, renovar o meu acordo, o meu contrato com Deus, e através de Jesus, o grande Capitão da nossa nau, entrego tudo o que é meu nas mãos Dele.
Hoje o meu barco vai ganhar um novo rumo, um grande farol de Luz vai guiar-me.

O barco é a minha vida, e a Luz sempre será Jesus Cristo.

07/04/2010

AJUDA-NOS A AJUDAR II


Corremos o risco, tantas vezes, de chorar um pouco quando nos deixamos CATIVAR... e hoje eu chorei... chorei de alegria, de felicidade!

Hoje, ergui os braços para o Céu e louvei a Deus pelas maravilhas que Ele faz! Por as pessoas que põe no nosso caminho para nos ajudarem... Por tudo o que nos dá!

Queridos amigos, é com enorme alegria que vos venho dizer que a Beatriz Alexandra, já tem a sua cadeira de rodas ortopédica!

Deus seja louvado! Só com a Sua ajuda foi possível!!!!

Quero agradecer, a todos quantos, de uma forma ou de outra, contribuíram para que este sonho se tornasse realidade. Com dinheiro, com oração, mas sempre unidos por uma causa, conseguimos que a Beatriz pudesse viver uma vida com melhor qualidade!

Bem haja a todos, pelo vosso maravilhoso coração!

NA REALIDADE, UM POUCO DE NÓS SIGNIFICA MUITO PARA ALGUÉM QUE TEM TÃO POUCO OU MESMO NADA…

04/04/2010

IDE E ANUNCIAI

Mt.28,7-10.16-20

Afastando-se rapidamente do sepulcro, cheias de temor e de grande alegria, as mulheres correram a dar a notícia aos discípulos. Jesus saiu ao seu encontro e disse-lhes: "Salve!" Elas aproximaram-se, estreitaram-Lhe os pés e prostraram-se diante Dele. Jesus disse-lhes: "Não temais. Ide anunciar aos meus irmãos que partam para a Galileia. Lá Me verão."

Os onze discípulos caminharam para a Galiléia, à montanha que Jesus lhes determinara. Ao vê-Lo, prostraram-se diante Dele. Alguns, porém, duvidaram. Jesus, aproximando-se deles, falou: "Toda a autoridade sobre o céu e sobre a terra Me foi entregue. Ide, portanto, e fazei que todas as nações se tornem discípulos, baptizando-as em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo e ensinando-as a observar tudo quanto vos ordenei.
E eis que Eu estou convosco todos os dias, até ao fim dos tempos."

ID Y ANUNCIAD A MIS HERMANOS (Transcripción Hebrea)

Lehna vahaghedna le-ahai

vayel hu hagalila

vesham yer-uni

vesham yer-uni.

Hatalmidim halkhu hagalila

El hahar asher amar lahem yashua

Vayiru oto, vayishtahvu lo.

Vayomer lahem yashua:

Nitan li kol shilton

Bashamayim u va-aretz,

Lekhu el kol hagoyim

Va-assu talmidim,

Utvaltem otam leshem ha-av

Haben veruah ha-kodesh,

Velimadtem otam lishmor

Et kol asher tziviti etkhem.

Hine ani ít-hem

hine ani it-hem

kol hayamim.

Lehna …

Hine …

Ad sof haolam

ad sof haolam.


03/04/2010

RESSUSCITOU!!!!



ALELUIA! CRISTO RESSUSCITOU!

"Morte e Vida combateram um duelo prodigioso, mas o Príncipe da Vida reina vivo após a morte!"

UMA SANTA PÁSCOA PARA TODOS!

SÁBADO SANTO





É Sábado! É Sábado e a nossa viagem está a terminar. Mas a melhor parte da nossa viagem é que a chegada é simultaneamente uma partida muito maior… e ela está para vir.

Vamos recuar outra vez dois mil anos?

Vamos àquele Sábado que nasceu depois do dia escuro da morte do Mestre? Vamos ao coração daqueles discípulos?

Uma mistura de sentimentos. Dor, desilusão, raiva, vergonha. Dor de ver morrer o amigo que tanto amavam, desilusão por não ser o Messias verdadeiro e não reagir contra os inimigos, raiva por também não poderem fazer nada, vergonha de lhe fugirem.

Vamos também ao coração da Mãe, que vê morrer um filho inocente às mãos de gente que não tem o coração no lugar. A dor que não cabe no peito.

Uma mãe que, pela morte do filho, se torna mãe de uma Nova Humanidade. “Mulher, eis aí o Teu filho”, diz-lhe Jesus acerca do “discípulo predilecto”, João. “Eis a Tua mãe”. É impressionante a vontade que Ele tem de ver continuado o Reino que inaugurara. Agora é convosco! Queria dizer.


É neste Sábado que tudo começa a acontecer. Que, depois de o corpo estar enterrado, o Corpo vem outra vez.

É neste Sábado que os discípulos se reúnem de novo, depois da dispersão da morte, e é aqui que o Ressuscitado se vai fazer presente. É neste Sábado que se começa a saborear a notícia de que “isto” não acabou!

É dia de transição. É dia de estar ao lado. É dia de saborear uma morte que não termina em si mesma. É dia de reunir forças para gritar o que há-de vir.

É dia de Maria, a nova Mãe, e dos Apóstolos, a nova Igreja. É dia de, juntos, preparamos a Boa Notícia de que o Mestre está aí e vai rasgar todas as finitudes…



É neste Sábado Santo que a Igreja permanece junto ao sepulcro do Senhor, meditando na Sua paixão e na Sua morte, na Sua descida à mansão dos mortos e esperando na oração e no jejum a Sua Ressurreição.

É um dia de silêncio, meditação e reflexão...

O silêncio contemplativo da morte de Cristo é oportunidade para renovar o empenho de acolher com autenticidade a Sua Palavra!

Ao longo deste dia, vamos pegar na Sua Palavra! Vamos "comê-la", "mastigá-la", "saboreá-la"... Deixar que a Palavra entre no nosso coração, na nossa vida. Acolhamo-la na comunhão íntima com Deus!

E sejamos sempre testemunhas de que a Morte é a Festa da VIDA!